3.11.2014

A residência senior Paul Poiret

Robert Mallet-Stevens é um arquitecto francês bastante esquecido pela história da arquitectura moderna. É todavia um mestre precoce do modernismo  e de toda a imagética industrial. Consegue obras bastante importantes ainda antes de Le corbusier e contém uma audácia que ultrapassa o seu velho mestre Perret.

A casa moderna Paul Poiret espelha bem o seu processo criativo. O cliente já com idade avançada solicita um paraíso ao arquitecto. Concebida como uma casa pátio do ponto de vista da tipologia, ela abre as fachadas exteriores do U para a paisagem a partir do ponto mais alto. O terreno escolhido a dedo pelo costureiro Poiret é assim trabalhado por Mallet Stevens enquanto icone do imaginário modernista. Percorrer a casa Paul Poiret é percorrer um navio transatlântico modernista, quer nos seus espaços, quer nas suas formas. A sala surge perante a paisagem como uma proa e o pátio como um convés. as janelas circulares da circulação fazem-nos sentir a existência de um casco e as suas cores brancas a limpeza e a claridade dos edifícios da ponte.


A casa sofreu recentemente algumas intervenções mas muito resta ainda por fazer. No momento da construção estávamos em 1921 e o arquitecto francês Mallet Stevens presenteava-nos com algo de profundamente inovador!
Ironicamente ou propositadamente é a residência que o costureiro Paul Poiret escolheu precisamente para passar a sua reforma.


Fachada lateral lembra-nos uma ponte de navio.

O exterior da sala como se fosse uma proa.

A escada faz-nos lembrar as escadas de acostagem.

A residência senior tem a simplicidade de um navio.

O pátio como convés.




Pé direito duplo da sala modernista.








3.30.2013

Arquiteto Ramalho

Um dos arquitetos portugueses mais extraordinários que já conheci foi o arquiteto Raul Chorão Ramalho. A sua obra está ainda pouco publicada e tem ainda uma herança enorme na arquitetura portuguesa, brasileira, angolana, moçambicana e macaense. Sim, este arquiteto tem obra em praticamente todo o mundo que fala Português e uma obra que é uma das mais sólidas de todo o movimento moderno. A arquitetura moderna portuguesa e a arquitetura moderna brasileira deve assim muito a Raul Chorão Ramalho. A sua obra é um compromisso claro com a modernidade, a funcionalidade, a relação da obra com o lugar e o clima e uma tentativa de ir sempre mais além.
Atentemos na embaixada de Portugal do Brasil, obra realizada em 1973 e que revela a vontade do arquiteto português em afirma a estrutura de betão armado em estreita relação com o tratamento dos espaços exteriores, das esculturas e painéis que envolvem o edifício e da funcionalidade e carácter simbólico que uma embaixada deve possuir. Chamo ainda a atenção para outro aspecto da obra deste arquiteto que é o carácter horizontal e minimal desta obra que nos remonta para a essencia da arquitetura portuguesa, essa arquitetura chã que ele tão bem estudou aquando da sua formação na escola do Porto durante os anos quarenta. Em Brasília, casa dos grandes mestres brasileiros, a arquitetura popular chã portuguesa torna-se agora moderna e erudita...

P.S.: Quando hoje trabalho para o Brasil no escritório da Utopia é sempre bom ter o trabalho deste velho mestre por referência. Por tudo isto obrigado arquiteto Ramalho....

Arquiteto Português Raul Chorão Ramalho em Brasília - 1973



Arquiteto Raul Chorão Ramalho Embaixada de Portugal - Brasil

Arquiteto portugês no Brasil - Ramalho 1973

3.17.2013

Arquitecto moderno

Arquitecto Gregori Warchavchik

Alguns arquitectos deveriam figurar no patamar mais alto da História da Arquitectura mas nem sempre a realidade actual parece recompensar os pioneiros. Pois então falemos do Arquitecto Gregori Warchavchik. Trata-se do arquitecto moderno que marcará para sempre a História arquitectónica brasileira. Trata-se de um Ucraniano que viaja para o Brasil, mais propriamente São Paulo em 1923 e consegue finalmente realizar uma casa em 1928 para si. E que casa! Inicia a primeira construção de vanguarda no Brasil e eu arrisco a dizer que já possui muito daquilo que parece vir a marcar a extraordinária história da arquitectura brasileira. As influências de Loos e da Bauhaus são claras mas ao mesmo tempo já temos a plasticidade de palas, alpendres  e consolas que marcarão o futuro da Arquitectura Brasileira recheada de valores tropicais. Obrigado arquiteto!




Casa do arquitecto modernista Warchavchik





Arquitecto Warchavchik - casa moderna

Casa modernista - arquitecto Warchavchik


arquiteto modernista- Casa em São Paulo
arquiteto modernista - São Paulo






















P.S.: Quando desenhava esta casa moderna esta foi uma das casas que mais debatemos no nosso atelier. Daí o meu obrigado...








1.31.2013

A arquitectura de Ralph Erksine

O arquitecto Ralph Erksine é um exemplo claro de uma resposta a uma corrente moderna que ignorava as culturas locais e a história construtiva das cidades e populações. Com uma educação mista entre Suécia e Reino Unido, O arquitecto desenvolve grande parte dos seus projectos de arquitectura nestes dois países. O seu projecto em Nya Bruket , Sandviken na Suécia é exemplo claro desta postura. O recurso a técnicas construtivas de madeira tradicionais suecas, o uso da cor que nos remete para as construções tradicionais suecas não impediu a adopção de composições modernas em que uma tensão entre edifícios mais altos e outros mais baixos é parte integrante da vida das cidades. Esta atitude é uma crítica directa aos bairros sociais monótonos que pautaram a politica de habitação social que existiu no norte da Europa até aos anos setenta e que ignorava culturas e criava bairros monofuncionais. Os projectos do arquiteto Ralph Erksine são assim um exemplo urbano ainda para os dias de hoje.

O arquitecto moderno Ralph Erksine

Arquitectos modernos suecos reutilizam técnicas tradicionais

Arquitectura Moderna cria bairros à escala humana do peão

Arquitetos reabilitam modelos urbanos tradicionais europeus.

12.31.2012

Arquiteto Oscar Niemeyer

Oscar Niemeyer é talvez um dos mais influentes arquitectos do mundo. Nascido em 1907, o arquitecto rapidamente se posicionou enquanto arauto do movimento moderno no Brasil. Tornou-o todavia rico de sensualidade e plasticismo ao bom sabor do Brasil. A modernidade ganha um novo sabor tropical com suas formas escultóricas curvas e a delicadeza com que se liga com a paisagem. O arquitecto Niemeyer tem no museu de Niterói concluído em 1996 uma das suas obras primas onde a relação com a paisagem das formas modernas, a sensualidade das formas orgânicas e uma perspectiva crítica do movimento moderno europeu e americano ganham muito provavelmente aqui o apogeu.
As suas obras são um exemplo de uma modernidade eterna. Por isso e porque este ano de 2012 ficará marcado para sempre por essa saudade, obrigado arquiteto Oscar Niemeyer.

arquitecto Niemeyer - Niterói - Rio de Janeiro

Arquitecto Niemeyer - MAC - Rio de Janeiro -1996


arquiteto Niemeyer - interiores do MAC

Arquiteto Niemeyr - Museu de arte comtemporânea

12.02.2012

Pardal Monteiro e os escritórios da Av. Liberdade

Porfírio Pardal Monteiro é um arquitecto incontornável na arquitectura portuguesa. O seu legado na busca por uma arquitectura moderna deve ser salientado e ressalvado. Nasce em 1897 e morre em 1957 e não deverá ser confundido com o seu sobrinho falecido ainda este ano. Porfírio Pardal Monteiro compromete-se indiscutivelmente com a modernidade e desafia a sociedade portuguesa a embarcar nessa deliciosa aventura.
A noção de modernidade para Pardal Monteiro é todavia algo que vale a pena pensar. Para este arquitecto modernidade não significava uma ruptura urbana ou uma manifestação artística egocêntrica sem contextualização. Modernidade era uma estratégia de incorporação de composições, estratégias construtivas e cultura histórica.
O seu edifício sede da Avenida da Liberdade para os escritórios sede do Jornal de Notícias é exemplo desta postura. O edifício relaciona-se criteriosamente com o contexto solene da cidade de Lisboa e com a função nobre de ser a sede de um jornal. Mas ao mesmo tempo incorpora também alguns componentes da arte nova e mesmo de algumas vanguasrdas futuristas italianas. Uma Lisboa mais cosmopolita de 1938 ressalta desta cuidada, eclética e deliciosa obra do arquitecto e professor Lisboeta.
Arquiteto Porfírio Pardal Monteiro - Lisboa

Arquiteto Porfirio Pardal Monteiro - Av. da Liberdade

Arquitecto P. P. Monteiro - Lisboa

10.31.2012

Hotel do arquitecto Cassiano Branco

O arquitecto Cassiano Branco é um extraordinário exemplo do modernismo em Portugal. A vontade que tinha em renovar o panorama arquitectónico em Portugal acabaram por torná-lo um dos mais influentes arquitectos portugueses. A forma como desafiava a arquitectura popular e em parte também do regime eram impressionante e a modernidade das suas obras mantém-se até aos dias de hoje.
Em 1936 em plena Avenida da Liberdade em Lisboa, Cassiano Barbosa faz um dos mais impressionantes ensaios da arquitectura moderna em Portugal. O seu lado vanguardista desafia todo o contexto predominantemente cássico da avenida e é ainda hoje um dos mais emblemáticos edifícios modernos de Lisboa. Mais do que absorver as influências do centro da Europa, Cassiano Branco neste edifício contamina-se ainda pelos desenhos futuristas de Sant'Elia e adapta-os à identidade, clima, contexto e recursos técnicos portugueses.
Obrigado arquiteto Cassiano Branco. Contra muitos, a modernidade impunha-se em Portugal...



P.S.:No gabinete de arquitetos onde colaboro quando desenhamos um hotel como neste caso temos sempre em mente este maravilhoso exemplo do arquitecto Cassiano Branco.



Arquitecto Cassiano Branco - Hotel Vitória

 
Arquiteto Cassiano Branco - Hotel Vitória





Hotel em Lisboa - Arquiteto Cassiano Branco
Hotel - Arquiteto Cassiano Branco